Um novo conceito de escritórios criado a pensar no futuro dos espaços de trabalho.

A Goldenhub nasceu em 2017 como um pequeno centro de escritórios de 300 m² e uma grande ambição: criar um conceito de escritório que respondesse às necessidades de novas tipologias de empresas e respetivas formas de trabalhar, como o trabalho remoto e o escritório virtual. Um tipo de oferta estimulado pelas necessidades inspiradas pela cultura millennial e xennial, às quais a concorrência nacional ainda não está a responder.

O que fizemos

· Research & strategy
· Positioning
· Brand system
· Naming
· Brand voice
· Identity & design

A EQUIPA reviu a estratégia da marca por forma a clarificar o seu posicionamento e oferta, conseguindo assim apelar mais especificamente aos targets mais jovens e por arrasto, ao target corporate, que pretende emular a forma de estar das novas empresas.

O nome Golden Hub possuía baixa notoriedade e fraco apego a nível interno.
Com a essência da marca definida, “Home office out of office” e o propósito de criar conforto e facilidade para um local de trabalho onde as pessoas se sentem felizes, o caminho para o naming era claro.

“Moldamo-nos à visão do cliente. O nosso modelo de negócio fit to client baseia-se na empatia e na flexibilidade para acompanhar todas as etapas de crescimento de uma empresa.”

O novo nome, Maleo, consegue traduzir flexibilidade e capacidade de adaptação, características distintivas da empresa.

A wordmark distingue-se pela inusitada transformação da letra inicial, um “m” tão proprietário que se torna passível de ser utilizado como símbolo. A tipografia é objetiva e direta, despida de ornamentos, transmitindo rigor e simpatia.

Apesar de viver num ambiente cromático bastante diversificado, a marca Maleo utiliza o preto e branco como as suas cores base, garantindo-lhe uma expressividade assertiva e discreta.

Desenvolvemos um sistema de marca monolítico que permite clarificar o posicionamento e acompanhar a visão de negócio da empresa, junto dos diferentes públicos alvos.

A EQUIPA reviu a estratégia da marca por forma a clarificar o seu posicionamento e oferta, conseguindo assim apelar mais especificamente aos targets mais jovens e por arrasto, ao target corporate, que pretende emular a forma de estar das novas empresas.